Até o final de abril de 2021, um mês depois de a pandemia da Covid-19 completar um ano no Brasil, o país já registrava mais de 400 mil óbitos pela doença e cerca de 14 milhões de pessoas infectadas, superando a triste média de 2 mil mortes diárias. Entre os muitos estudos científicos em andamento na tentativa de conter a doença, os cientistas têm se dedicado também, a estudar a relação entre a Cannabis medicinal e o coronavírus.

Desde a descoberta científica do Sistema Endocanabinoide nos anos 1990, alguns estudos vêm validando a ação anti-inflamatória dos fitocanabinoides em variados quadros virais. Contudo, em relação à Cannabis e Covid-19 especificamente, pouco se sabe a respeito do potencial terapêutico dessas substâncias nesse contexto.

 Embora estudos pré-clínicos demonstrem efeitos terapêuticos dos fitocanabinoides CBD (canabidiol), THC (tetra-hidrocanabinol) e CBG (canabigerol) contra diversas doenças virais, não há, até o momento, evidências científicas que de fato, comprovem o efeito antiviral desses canabinoides no combate à Covid-19, seja para proteger contra a infecção, seja para tratá-la.

 Neste post, falaremos do que é possível inferir hoje sobre Cannabis e Covid-19 a partir de pesquisas que exploram o potencial anti-inflamatório dos fitocanabinoides. 

 Continue a leitura e entenda melhor este contexto!

 

Os surtos virais e a síndrome da “tempestade de citocinas”

Conforme estudo publicado na revista científica The Lancet, a principal causa de mortalidade associada à infecção por COVID-19 é a síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) seguida da “síndrome de tempestade de citocinas” (proteínas que regulam as respostas inflamatórias).

>>> Confira no artigo COVID-19: consider cytokine storm syndromes and immunosuppression

A síndrome de tempestade de citocinas é caracterizada por uma reação imunológica exacerbada e desproporcional, que ocorre principalmente nos pulmões, podendo levar a óbito os indivíduos infectados por Covid-19 ou causar graves danos funcionais em longo prazo.

O portal científico Science Daily relata que a sobrecarga de citocinas inflamatórias e o aumento repentino de células imunes provavelmente também foi a principal causa de morte em outros surtos virais, como na pandemia da gripe espanhola que matou mais de 50 milhões de pessoas entre 1918-1920 e, mais recentemente, na gripe causada pelo vírus H1N1.

>>> Confira aqui a publicação Deadly immune ‘storm’ caused by emergent flu infections

De forma resumida, o que alguns pressupostos introdutórios sobre Cannabis e Covid-19 sugerem, é que os derivados canabinoides interagem com as células imunológicas e as citocinas inflamatórias, desempenhando um importante papel anti-inflamatório e homeostático neste contexto. 

O CBD e THC podem modular o sistema imunológico e agir como agentes imunossupressores, sugerindo os benefícios desses fitocanabinoides tanto no controle de doenças autoimunes, quanto no intenso processo inflamatório que ocorre na Covid-19.

>>> Sobre esse tema, confira o artigo The cannabinoid system and immune modulation

 

Pressupostos científicos sobre Cannabis e Covid-19

Cientificamente, já está comprovado que a interação dos receptores canabinoides com os fitocanabinoides CBD e THC é capaz de suprimir processos inflamatórios em diversos contextos, como aponta esta revisão bibliográfica, que envolve estudos pré-clínicos e clínicos avançados sobre o uso de derivados canabinoides no tratamento da dor e inflamação.

>>> Confira aqui a revisão completa Cannabinoid Delivery Systems for Pain and Inflammation Treatment

Mais precisamente nas infecções virais, esse efeito terapêutico ocorre através da sinalização dos receptores que regulam negativamente a expressão de citocinas pró-inflamatórias, evidenciando o potencial terapêutico nos casos de resposta inflamatória exacerbada, como na Covid-19.

É o que sugerem alguns estudos introdutórios, a exemplo desta pesquisa estadunidense, a qual aponta que o CBD ajuda a inibir a infecção por Covid-19 em células pulmonares humanas. 

 


Conforme esse estudo, o CBD teria potencial não apenas para atuar como um agente antiviral nos estágios iniciais da doença, mas também, para proteger o paciente contra um sistema imunológico hiperativo nos estágios posteriores.


 

>>> Confira aqui o estudo Cannabidiol Inhibits SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response

 

O potencial anti-inflamatório do CBD neste contexto

Embora não haja evidências comprovadas para o uso do CBD como um agente antiviral, podemos destacar alguns estudos com resultados promissores nesse contexto, a exemplo desse experimento in vitro apontando um efeito antiviral direto do CBD contra o vírus da hepatite C. Esse estudo foi conduzido por cientistas europeus e publicado na revista Cannabis and Cannabinoid Research.

>>> Confira aqui o artigo Potential of Cannabidiol for the Treatment of Viral Hepatitis

No entanto, de maneira geral, o que as evidências científicas apontam é que a eficácia do CBD no contexto das doenças virais, como a Covid-19, pode ser explicada mais pelo potencial anti-inflamatório desse fitocanabinoide do que por uma atividade antiviral direta. 

>>> Com relação ao potencial anti-inflamatório dos fitocanabinoides, confira nesse estudo o papel da modulação do receptor endocanabinoide CB2 nesse contexto The CB2 receptor and its role as a regulator of inflammation

Muitas pesquisas sobre a relação entre Cannabis e Covid-19 ainda estão em desenvolvimento na tentativa de apontar evidências mais sólidas. 

Uma formação adequada em Cannabis Medicinal ajuda a compreender melhor este e outros cenários clínicos possíveis para o uso de derivados canabinoides com segurança, eficácia e assertividade.

 

Se você tem interesse em incorporar essas novas ferramentas em seu arsenal terapêutico, entre em contato conosco e faça parte da nossa comunidade global de estudos em Medicina Endocanabinoide, que une de forma altamente qualificada, conhecimento científico e experiência prática.

 


Referências

Bruni N, Della Pepa C, Oliaro-Bosso S, Pessione E, Gastaldi D, Dosio F. Cannabinoid Delivery Systems for Pain and Inflammation Treatment. Molecules. 2018.

Klein TW, Newton C, Larsen K, Lu L, Perkins I, Nong L, Friedman H. The cannabinoid system and immune modulation. J Leukoc Biol. 2003.

Lowe HI, Toyang NJ, McLaughlin W. Potential of Cannabidiol for the Treatment of Viral Hepatitis. Pharmacognosy Res. 2017.

Nguyen LC, Yang D, Nicolaescu V, Best TJ, Ohtsuki T, Chen SN, Friesen JB, Drayman N, Mohamed A, Dann C, Silva D, Gula H, Jones KA, Millis JM, Dickinson BC, Tay S, Oakes SA, Pauli GF, Meltzer DO, Randall G, Rosner MR. Cannabidiol Inhibits SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response. bioRxiv [Preprint]. 2021.

Turcotte C, Blanchet MR, Laviolette M, Flamand N. The CB2 receptor and its role as a regulator of inflammation. Cell Mol Life Sci. 2016.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Mantenha-se Conectado

Artigos

Educacional

Siga nossas redes sociais e fique atualizado!

CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM MEDICINA ENDOCANABINOIDE
INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A ÚLTIMA TURMA DE 2021
INÍCIO DAS AULAS EM 23 DE OUTUBRO
Overlay Image
CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM MEDICINA ENDOCANABINOIDE
INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A ÚLTIMA TURMA DE 2021
INÍCIO DAS AULAS EM 23 DE OUTUBRO
Overlay Image
pt_BRBR