Canabidiol é opção no tratamento da síndrome de burnout

síndrome de burnout

 

O combate ao esgotamento físico e mental causado pela síndrome de burnout ganha um novo aliado: o canabidiol (CBD)

É o que demonstram estudos científicos que relacionam o uso da substância à redução de sintomas comuns do distúrbio, como estresse, cansaço e depressão. Neste conteúdo, falaremos das propriedades medicinais da Cannabis e como utlizar essa ferramenta terapêutica no manejo dessa síndrome.

 

Como tratar a síndrome de burnout com Cannabis medicinal

Como o próprio nome da doença indica, a síndrome de burnout é um distúrbio psíquico que leva à extrema exaustão do paciente

Normalmente, o quadro é resultante de situações de trabalho desgastantes e desafiadoras, as quais exigem muita responsabilidade ou competitividade dos envolvidos. Entre os sintomas, destacam-se:

  • Excessivo cansaço físico e mental;
  • Dores de cabeça frequentes;
  • Dores musculares;
  • Alterações no apetite;
  • Distúrbios do sono;
  • Dificuldades de concentração e memória;
  • Alterações repentinas de humor;
  • Isolamento, depressão e transtornos de ansiedade.

Profissionais que trabalham sob pressão, como médicos e outros profissionais da área da saúde, geralmente estão mais sujeitos a esse desgaste. 

Como não há medicação específica para tratar o burnout, os cientistas vêm direcionando seus esforços na busca por aliados, a exemplo da Cannabis medicinal.

Os derivados canabinoides apresentam propriedades terapêuticas já demonstradas pela Ciência em diferentes transtornos psiquiátricos, incluindo transtornos de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático e transtornos psicóticos. Além disso, sintomas como dor crônica, inapetência e insônia também podem ser efetivamente combatidos com o uso medicinal da planta.

Em relação à síndrome de burnout, as medicações habitualmente utilizadas podem levar a importantes efeitos colaterais ou demorar muito tempo para induzirem respostas positivas. 

Um exemplo são os antidepressivos, que não raras vezes, trazem consigo uma série de problemas adicionais aos pacientes como cefaleia, redução da libido e insônia. Nesse sentido, a Cannabis medicinal tem se mostrado uma alternativa interessante, pois pode trazer resultados terapêuticos sem deflagrar efeitos adversos relevantes.

 

Canabidiol testado para síndrome de burnout

Entre os esforços da Ciência na busca por tratamentos mais assertivos para a síndrome de burnout, destaca-se a pesquisa publicada em 2021 no Journal of the American Medical Association. O estudo foi conduzido por pesquisadores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP), e traz resultados bastante promissores sobre o uso do canabidiol (CBD) no tratamento do burnout.

O canabidiol reúne propriedades ansiolíticas e antidepressivas capazes de reduzir a exaustão emocional causada pela síndrome. Para ilustrar essa perspectiva, os pesquisadores da USP conduziram um estudo aberto com 120 profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e fisioterapeutas) que desenvolveram síndrome de burnout em decorrência do trabalho exaustivo na linha de frente de combate à Covid-19.

Nesta investigação, os participantes foram acompanhados por 28 dias, divididos em dois grupos:

  • 61 pessoas receberam a dose diária de 300 miligramas (mg) de canabidiol, além do tratamento padrão com orientações gerais, videos motivacionais e a sugestão de atividade física regular;
  • 59 pessoas receberam apenas o tratamento padrão. 

Entre os participantes que fizeram uso de CBD, houve uma redução de 60% nos sintomas de ansiedade, 50% nos sintomas de depressão e 25% no quadro geral de burnout em comparação com aqueles que fizeram apenas o tratamento padrão.

 

>> Leia o estudo completo em: Efficacy and Safety of Cannabidiol Plus Standard Care vs Standard Care Alone for the Treatment of Emotional Exhaustion and Burnout Among Frontline Health Care Workers During the COVID-19 Pandemic: A Randomized Clinical Trial.

 

Vale lembrar que, por sugestão do comitê de ética que autorizou a pesquisa – e considerando-se o contexto desafiador da pandemia – não houve um “cegamento” no referido estudo. Desse modo, os participantes que receberam o canabidiol estavam cientes, o que representa uma limitação da pesquisa pela possibilidade de viés na percepção de melhora.

Portanto, ainda que essa pesquisa tenha trazido resultados importantes quanto às propriedades terapêuticas da Cannabis na redução dos sintomas associados ao burnout, futuros ensaios clínicos duplo-cegos e controlados por placebo são necessários para ratificar esses achados.

É importante ressaltar também, que em diversas outras publicações científicas, o canabidiol também foi considerado seguro e demonstrou resultados positivos para uma série de doenças, como epilepsiaParkinson, esquizofrenia e diferentes transtornos de ansiedade.

No entanto, uma prescrição segura e assertiva do CBD e demais derivados canabinodies só é possível por médicos com educação adequada na área, para que possam estabelecer estratégias terapêuticas individualizadas, a fim de otimizar resultados e evitar potenciais efeitos colaterais.

 

A WeCann Academy é comprometida com essa jornada de aprendizado através da Certificação Internacional em Medicina Endocanabinoide.

Saiba mais sobre a WeCann Academy e nossa seleção de especialistas de várias partes do mundo, que interligam conhecimento científico e vasta experiência prática no uso medicinal da Cannabis.

Se você deseja fazer parte desse grupo, conheça nosso curso sobre Cannabis Medicinal e prepare-se para esta nova fronteira da Medicina!

 

Referências

Crippa JAS, Zuardi AW, Guimarães FS, Campos AC, de Lima Osório F, Loureiro SR, Dos Santos RG, Souza JDS, Ushirohira JM, Pacheco JC, Ferreira RR, Mancini Costa KC, Scomparin DS, Scarante FF, Pires-Dos-Santos I, Mechoulam R, Kapczinski F, Fonseca BAL, Esposito DLA, Pereira-Lima K, Sen S, Andraus MH, Hallak JEC; Burnout and Distress Prevention With Cannabidiol in Front-line Health Care Workers Dealing With COVID-19 (BONSAI) Trial Investigators. Efficacy and Safety of Cannabidiol Plus Standard Care vs Standard Care Alone for the Treatment of Emotional Exhaustion and Burnout Among Frontline Health Care Workers During the COVID-19 Pandemic: A Randomized Clinical Trial. JAMA Netw Open. 2021.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Mantenha-se Conectado

Artigos

Educacional

Siga nossas redes sociais e fique atualizado!

CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM MEDICINA ENDOCANABINOIDE
INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A ÚLTIMA TURMA DE 2021
INÍCIO DAS AULAS EM 23 DE OUTUBRO
Overlay Image
CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM MEDICINA ENDOCANABINOIDE
INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A ÚLTIMA TURMA DE 2021
INÍCIO DAS AULAS EM 23 DE OUTUBRO
Overlay Image
pt_BRBR